Ourivesaria Papíria

.LaPalabra

Valéria Bico de Penna – há cinco minutos

“Perdeu-se uma

palavra

de boa linhagem

A casa não é mais a mesma sem o seu

latim.

Da última vez em que foi vista

passeava com um tipo,

que a deixou escapar numa voluta.

O tipo também desapareceu,

inofensivo,

como uma palavra tolerada pela gerência.

Palavra perdida,

que falta faz

a sua prosódia alongada e suave,

seu ditongo ascendente

que dava garbo e pose

a quem a domasse em público.

Como roçavam docemente

suas sibilantes

nos lábios de quem soubesse

trata-la com jeito.”

nahuatl

Marco Antonio Vieira – há duas semanas

“Alguém, por favor, adote

esta palavra abandonada.

Foi encontrada por acaso

na rua

sobre uma folha úmida de jornal.

Com ela,

o pincel de um ourives asteca

ornaria um pendente de amate,

mas está esquecida, envelhecida

sem cuidado,

quase letra morta.”

Elyezer Sturm und Drang – há 1 minuto (editado)

“Procura-se uma onomatopeia

para uma criança triste.

Pode ser velha,

se for um frufru.

Ou na linha do tiki-taka.

Não precisa ter saúde,

pode padecer de neologismo

(ser blafântica ou pistinoica).

Não importa de onde venha,

mas que venha logo,

em tempo de fazer

o próximo verão.”

Procurem

…….Perderam-se

…………….Adotem –

eu suplico não permitam que abandonem

palavras.

caio leonardo

Sorveteria Itanhaem, 15 de novembro, esquina com 11 de junho

[ilustrações:

(1) http://www.freewebs.com/movimientosextosol/nombresennahuatl.htm

(2) http://www.proel.org/index.php?pagina=alfabetos/nahuatl

Categorias:Poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s