Chove na Varanda

Queria poder dar a alguém
O amor que eu tenho pela chuva.
Olhares que troco com as nuvens,
Conversas com gotas que dançam.

Sonho sonhos que só com ela,
Ouço o que ela diz com atenção,
Deixo meu rosto na janela,
Largo meu corpo na varanda.

As luzes ficam embaçadas,
Os vidros, a minha visão.
Tudo é como fazer amor,

Quando chove no meu terraço.
Entregue silente a ninguém,
abre-se a ela o meu abraço.

Caio Leonardo, na varanda escura e molhado de chuva

Categorias:Poesia

Tagged as: , , ,

1 reply »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s